Baixe as músicas

Biografia

Nascido em Salvador, Bahia, Durval Lelis Tavares começou cedo a se interessar pela música. Dos 8 aos 13 anos de idade tomou curso de violão clássico com Gilberto Villas Boas, a quem chamava de tio. Depois entrou para o seminário de música enquanto estudava para o vestibular. Aos 18 anos ingressou na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal da Bahia (UFBA), onde se formou no início dos anos 1980.

Em paralelo, estudou na Escola de Música. Seu primeiro trabalho foi ao lado do renomado arquiteto Giuseppe Mazzoni. Passados cinco anos dessa primeira experiência profissional, Durval trabalhou no Banco Econômico, onde projetou 250 agências. Ao mesmo tempo fundou o Bloco Pinel, atuando como guitarrista, ao lado de amigos, como o músico Ricardo Chaves, que na época era o vocalista da banda que levava o mesmo nome do bloco.

Começaram com o gênero Rock´n Roll e depois se enveredaram para o Axé Music. Logo em seguida, Durval Lelys optou definitivamente por seguir o ramo musical e foi um dos fundadores da banda Asa de Águia, que carnavalizou o país durante 27 anos.

Após muitos anos já a frente do Asa, Durval conseguiu realizar seu grande sonho que era o de possuir um estúdio próprio, batizado de Groove Studio. Além de amante da natureza, do mar e praticante do surf e de Swasthya Yôga, o cantor, compositor e guitarrista baiano recebeu títulos de cidadão em Fernando de Noronha, Itacaré e Goiânia, por seu engajamento em projetos ecológicos. Outras paixões de Durvalino, como ficou mais conhecido entre seus fãs, são as motos, cujos modelos são Harley Davidson. Outra paixão de Durvalino é a pintura, hobby que pratica nas horas vagas.

A frente de um novo momento de carreira desde o fim do Carnaval de 2014 Durval Lelys compôs as músicas, “Ver O Que Restou” e “Vou Te Rebocar”, que remetem ao clima animado e contagiante do Axé Music e do Carnaval de Salvador. Esta última promete virar hit do Verão 2015. De acordo com o artista, “Este é um processo de continuidade de uma carreira sólida de 27 anos no Asa de Águia e mais oito  anos no Bloco Pinel. Agora vou dar uma amplitude maior às músicas, levando aos meus fãs uma gama maior de opções. E, pessoalmente, eu terei maior liberdade de expressão na minha arte. Estou muito feliz!”, ressalta. O artista carrega ainda uma nova marca, a letra Y, que segundo ele representa a alegria que é uma palavra que o define. Durval é casado com Thiara Lelys e é pai de Luma e Luca Bob.

 

ASA DE ÁGUIA

Criada em junho de 1987, mesclava diversos ritmos, como rock, axé, funk, reggae e country. Formada por Durval Lelys (vocal e guitarra), Levi Pereira (baixo), Radi (bateria), Ricardo Ferraro (teclados) e Bajara (percussão), foi uma das bandas mais premiadas do Carnaval soteropolitano, conquistando diversos troféus, entre eles o “Troféu Dodô & Osmar”, em 1992, 1997 e 1999. Durante seus 27 anos de sucesso, vendeu 3 milhões de discos e conquistou seis CDs de ouro e dois de platina. Em 13 discos lançados emplacou vários hits, como “Bota Pra Ferver”, “Com Amor”, “Não Tem Lua”, “Pra Lá de Bragadá”, “Dança da Tartaruga”, “Cocobambu”, entre outros. Participou ainda de cerca de 28 micaretas por ano, em mais de 12 cidades do país.

 

SHOWS

O primeiro show com recorde de vendas foi realizado no mês de agosto de 1989, na Concha Acústica do Teatro Castro Alves, na capital baiana, com um público de 3 mil pessoas. Em 1994, logo após o Carnaval, a banda fez seu primeiro show ao vivo em Miami, nos Estados Unidos. No Verão de 1995, o Asa participou pela primeira vez do Festival de Jazz de Montreux, o mais renomado festival de música da Suíça, às margens do Lago Léman, com um público estimado de 6 mil pessoas. Em 2008 a banda tocou pela segunda vez na 23ª edição do Brazilian Day, em Nova York, com um público superior a 1 milhão de pessoas. De lá seguiu para Tóquio, onde se apresentou para mais de 100 mil pessoas dentro do projeto “Festival Brasil”. Em julho de 2010 o Asa de Águia fez uma breve turnê pela Europa. A banda tocou pela segunda vez no

 

DISCOS

Carnacelona, na Espanha, que desta vez aconteceu no Oshum Concept Club. Além disso, o Asa foi das principais atrações do Festival Delta Tejo, em Lisboa, Portugal.

O quarto disco e o primeiro em formato de CD foi produzido em 1992, pela Continental. “Se Ligue” foi considerado um dos melhores da carreira, incluindo sucessos como: “Porto Seguro”, “Oba, Vou Passear” e “Leva Eu”.

Em 1994 é lançado o primeiro disco ao vivo e sexto da carreira do Asa. A gravação foi realizada na boate Gipsy, no Rio de Janeiro. Regravações de grandes sucessos como “Bota Pra Ferver” e “Qual É?” resultaram em uma vendagem de mais de 250 mil cópias, além da conquista de discos de Ouro e Platina.

Durval foi considerado o compositor mais executado em shows no Brasil, em 2003, pelo Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (ECAD), através de uma pesquisa sobre arrecadação em direito autoral no país.

Já em 2006 o Asa fechou o ano conquistando o DVD de platina, equivalente a 50 mil cópias vendidas no “Asa de Águia Ao Vivo”. O prêmio foi concedido pela Associação Brasileira dos Produtores de Discos (ABPD).

Em homenagem aos 20 anos de carreira, o Asa recebeu o troféu de melhor banda do Carnaval 2008, concedido pela rádios Itapoan FM e Piatã FM. A música “Simbora” foi o hit do Asa para o Verão desse ano.

Em 2009 o Asa de Águia lançou sua nova música “Dia do Asa” e com menos de três meses nas lojas, o DVD Asa 20 Anos já era disco de ouro.

 

OS PERSONAGENS

Sempre criativo e irreverente, Durval Lelys desenvolveu um lado lúdico, criando personagens marcantes ao longo da sua carreira artística que encantaram e surpreenderam seu público. O primeiro foi o “Deputado das Praias”, e na sequência sugiram “O pastor Don Duriel”, com a música “Xô Satanás”, o “Bad Boy”, “Nero”, com a música “Dança da Manivela”, “Conde Draculino”, com a canção “Dança do Vampiro”, além de “Homem Cibernético”, “Salvador Dalino”, “David Coperlino”, dentre outros. O objetivo de Durval é manter viva a magia e a fantasia que fazem parte do Carnaval baiano, envolvendo as pessoas na maior festa de rua do mundo.

 

CARNAVAL

Durval, juntamente com o designer Pedrinho Rocha, compôs a música “Reino da Folia” e criou todo o projeto visual que envolve o trio elétrico, o abadá e o CD. No início de 2002, o Asa de Águia desfilou pela primeira vez com o Cocobambu do Farol Folia, em Salvador. A festa foi considerada uma prévia do Carnaval. Daí surge o bloco onde Durval sai até hoje, no Circuito Barra-Ondina de quinta a sábado. Já de domingo a terça, Durvalino puxa, no mesmo circuito, o Me Abraça, bloco mais frequentado por turistas que passam o Carnaval na capital baiana.

 

TRIVELA 

A primeira Trivela foi realizada em 1998, na Praia da Pitinga, em Arraial da Ajuda, Porto Seguro, Bahia. Uma das mais famosas festas itinerantes do Asa de Águia, com um mini trio em forma de caravela e um palco móvel puxado por um Besourinho (trator). Depois foram realizadas várias edições anuais em todas as cidades do Brasil. Há rumores de que a Trivela é a responsável pelo surgimento dos eventos indoor.

Entre as novidades do recente momento de carreira de Durval Lelys, a Trivela ganha nova roupagem, se transformando no Trynave. Em maio de 2011 aconteceu a estreia deste projeto através de uma parceria entre o Asa de Águia e a Banda Eva, reunindo em um mesmo evento a Trivela e a Evanave. O lançamento do projeto ocorreu no Rio de Janeiro e se repetiu em Brasília, Natal, Recife e São Paulo, nos meses de setembro, outubro e novembro do mesmo ano. A primeira edição oficial aconteceu em Recife, e no dia 10 de janeiro de 2015 chegou à Praia do Forte-BA, contando com a presença das bandas EVA e É O Tchan e do cantor Pablo.